Ligue grátis para 0800-735-0553 | (41) 99929-4312 Whatsapp / Telegram contato@silix.com.br

Hoje falaremos sobre os recursos de gerenciamento de baixo nível inclusos em nossos servidores, recursos estes totalmente sem custo para o cliente e que otimizam a gestão e produtividade do ambiente, contribuindo para maximização do retorno sobre investimento e custo total de propriedade. Por gerenciamento de baixo nível entende-se como independente do sistema operacional.

Nos servidores mono-processados linhas X1200T, X1200R e servidores de armazenamento X1200S8, X1200H8, X1200S16, X1200H16, X1200S24, X1200H24 a interface de gerenciamento é compartilhada com a interface de rede, devendo esta ser previamente configurada na BIOS do servidor.

Nos servidores bi-processados linhas E5-2600DT, E5-2600DR, E5-2600DRH e demais customizações feitas sobre plataforma bi-processada Intel há uma interface de rede RJ45 dedicada para este fim, sendo que a forma de configuração/habilitação é a mesma, assim como os recursos.

Esses recursos fazem parte da plataforma “Intel® System Management Software” que são um conjunto de aplicações de gerenciamento específicas das placas de sistema produzidas pela Intel, utilizadas por nossa empresa. Esses hardwares de gerenciamento proporcionam informações essenciais ao administrador de sistemas, contemplando a possibilidade de remotamente controlar o servidor, de forma totalmente independente do sistema operacional. Dentro do sistema operacional pode ser utilizada a ferramenta “Intel® Active System Console” já abordada anteriormente.

Tais recursos são ofertados dentro de um protocolo universal e abstrato denominado IPMI – Intelligent Platform Management Interface.

Os padrões e protocolos IPMI são executados por um microcontrolador especializado denominado BMC – Baseboard Management Console. O BMC é o coração da arquitetura IPMI e proporciona a inteligência necessária ao IPMI, ou seja, as funções autônomas de monitoramento e recuperação.

Nas placas de sisterma Intel existem dezenas de sensores que reportam ao BMC parâmetros como temperatura, velocidade dos fans, status do sistema operacional, status das memórias, status dos processadores, controle de energia, entrte outros. Todos essas informações são reportadas em logs, que podem ser transformados em alertas de acordo com parâmetros previamente definidos pelo administrador. Pode-se utilizar o BMC também para aplicar ações corretivas, como reset ou ciclo de liga/desliga.

Todos as alertas podem ser automaticamente redirecionadas para e-mail, bastando configurar o servidor SMTP dentro da própria plataforma e vincular o destino do alerta para esta função. Essas funções são primordiais para a otimização do TCO – Custo total de propriedade.

PRINCIPAIS RECURSOS

– Monitoramento de alertas para análise preventiva de falhas.

– Leitura dos sensores e logs do sistema.

– Inventário do servidor e condição de saúde.

– Liga, desliga e reset remoto.

– Interface baseada em WEB, acessível de qualquer lugar, via browser.

PRINT-SCREENS DA PLATAFORMA

01

04

06

EVENT-LOG

SENSORS

07

CONFIGURAÇÃO / HABILITAÇÃO

1) Acessar a BIOS do servidor através da tecla F2, logo após iniciado, navegar até a guia “SERVER MANAGEMENT”.

SM-pagina

2) Acessar “BMC LAN CONFIGURATION”.

BMC-pagina

3) Dentro das configurações, em “baseboard LAN configuration” configurar o IP de acesso da forma fixa ou dinâmica.

4) Seguir para as configurações do usuário. Primeiramente, ativá-lo em “user status = enable”, selecionar o nome do usuário e atribuir uma senha à ele.

5) Após implantada as configurações, F10 para salvar e sair.

6) Acessar novamente a configuração para identificar qual o IP foi atribuído (em caso de IP dinâmico). Após isso, a interface já poderá ser acessada pelas credenciais de usuário/senha acima. Acessar via o IP da interface.

Em caso de dúvidas, clientes, por gentileza entrar em contato.

0