Ligue grátis para 0800-735-0553 | (41) 99929-4312 Whatsapp / Telegram contato@silix.com.br

Hoje o mundo já está migrando para o padrão de redes 10 gigabit ethernet. Ninguém quer que a rede seja o gargalo.. o fator limitante, correto ?

As aplicações que estão impulsionando a mudança são:  virtualização, storage, interligação/clusterização de servidores e também pelo crescente aumento de SSDs no datacenter, bem como as mais variadas implementações de nuvem/cloud.

Como resultados, podemos esperar: I/O (entrada e saída de dados) de virtualização mais inteligente, melhorias expressivas no I/O geral de servidores e também a redução dos custo de implementação.

Vou elencar aqui um benefício muito importante na área de computação científica: A adoção do padrão 10 gigabit permite aos pesquisadores a implementação de seus clusters de forma bem mais econômica que implementação via infiniband, caracterizado pelo elevado custo.

Isto é, de fato, muito importante, pois o feedback mais comum dos pesquisadores que costumam clusterizar via rede convencional (leia-se gigabit) é a baixa performance de comunicação/interligação. Assim sendo, a interligação via 10 gigabit permite uma vazão de dados 10 vezes maior em comparação com implementação gigabit. Que se pese, 10 gigabit é equivalente ao padrão infiniband chamado SDR – Standard Data Rate.

O mesmo se observa com relação à armazenamento e/ou com relação à interligação de switches via fibra ótica. O 10 gigabit ethernet se equipara com o padrão fibra 10GBASE-SR e LR.

video

Assim sendo, a adoção do padrão 10 gigabit ethernet (10GBASE-T) permite a equiparação à alguns padrões de infiniband e fibra, contudo com custo de implementação muito mais baixo, devido às placas, cabeamento e switches necessários.

Para impulsionar ainda mais a adoção do padrão 10 gigabit, os servidores Silix da nova geração Xeon Escalável, linhas Escalável-DR, Escalável-DT, Escalável-DRH, Storage Escalável-H24, e Workstation Escalável-DW já trazem, por padrão, 2 interfaces 10 gigabit no lugar das tradicionais 2 interfaces gigabit.

Essa novidade mostra ainda mais a preocupação da Silix pela otimização de investimento, já que fomos a 1a fabricante à colocar em linha os novos servidores de nova geração, bem como a adoção única e exclusiva de plataformas Intel em nossos equipamentos. Também evidencia-se a preocupação e liderança da Intel na adoção de novos padrões e o embarque dessas tecnologias sem custo para o usuário.

CABEAMENTO

O padrão ethernet 10 gigabit, 10GBASE-T, caracteriza-se pela utilização de cabos de cobre em par metálico, ou seja, os tradicionais cabos ethernet, com conectores RJ-45. Contudo, devem obedecer aos seguintes padrões: Categoria 6 para aplicações com metragem máxima de 55 metros e categoria 6A para cabos até 100 metros.

VELOCIDADE

Cada porta padrão 10 gigabit, além das baixas latências necessárias nas aplicações de processamento, na área de armazenamento equivale à vazão de, em média, 1000MB/s. Assim sendo, em servidor com 2 portas 10gigabit estamos falando de 20Gigabit distribuídos em 2 links 10 gigabit, ou até mesmo 1 único link de 20 gigabit quando combinados/agregados através do padrão LACP, ou “Ethernet Bonding”, regido pela norma IEE 802.3ad.

Como ilustração complementar, disponibilizamos abaixo um vídeo da série “Business Bytes”

video

Contem conosco, e até a próxima.

0